Sinpro/Caxias: Cortella fala de humildade e coragem para auditório lotado

Compartilhe: Facebook Twitter Google+



O evento do Sinpro/Caxias que trouxe Mario Sergio Cortella para Caxias do Sul lotou o auditório do UCS Teatro nesta quinta-feira, dia 18 de maio. O professor e filósofo apresentou a palestra “Educação e Gestão do Conhecimento” para mais de 700 pessoas, a maioria professores.

A atividade, que contou com o apoio da FeteeSul, chamou atenção para a necessidade de se refletir constantemente sobre a formação e construção do conhecimento, sobre a atuação e renovação pedagógica, além de claro, abordar os recentes acontecimentos políticos e a ética na sociedade brasileira.

“Autoridade docente não é autoritarismo”, disse Cortella. Para ele, disciplina é a organização da liberdade: “A indisciplina te desorganiza e te aprisiona nas circunstâncias”, concluiu.

O professor lembrou os vinte anos da morte do criador da Pedagogia do Oprimido, Paulo Freire, que “foi um exemplo de humildade”, apesar de ser o brasileiro mais homenageado da história, com o maior número de títulos de Doutor Honoris Causa. Paulo Freire faleceu em 2 de maio de 1997 e foi o pai de uma escola que sempre colocou o aluno como sujeito da história, priorizando a construção da liberdade e autonomia do indivíduo. “É necessário ser humilde, pois a dúvida gera conhecimento. A certeza não constrói nada novo. É necessário ser humilde, mas não subserviente”, alertou Cortella.

Importância da coragem

Mario Sergio Cortella ressaltou a importância da coragem. “É necessário ter coragem para ser professor, para ser sindicalista. É necessário coragem para não ser canalha”. A fala tocou no momento político que vive a sociedade brasileira, quando novos escândalos de corrupção atingem o núcleo do Governo Temer.

“Parece que soltaram o rebanho com o deus grego Pan em seu meio, gerando o pânico. Quem até ontem atirava as pedras, hoje virou o telhado de vidro”, disse.

Para Cortella, o número de “canalhas” na sociedade brasileira, na sua própria expressão, não chega a 10%. “Os outros 90% são decentes, tem vergonha na cara, são honestos, trabalham. Mas estes 10% canalhas tentam nos convencer que são invencíveis e tentam nos vencer no cansaço”.

O evento integra a programação de formação do Sinpro/Caxias que, além de seminários e eventos culturais, promoveu nos últimos meses palestras com Leandro Karnal e Márcia Tiburi   e apoiou palestras do senador Paulo Paim e do jornalista Juremir Machado, entre outros.

O Sinpro/Caxias vai publicar uma matéria especial com a cobertura da palestra na Revista Presença, a ser lançada no próximo mês.  

Fonte: Sinpro/Caxias
Foto: Ricardo Barp

 

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Vicente da Fontoura, 1262/203
Rio Branco - Porto Alegre/RS.

Telefone: (51) 3235-2265

E-mail: feteesul@feteesul.org.br