CUT-RS e centrais realizam ato contra Reforma da Previdência de Temer no Aeroporto nesta terça

Compartilhe: Facebook Twitter Google+



A CUT-RS e centrais sindicais realizam na madrugada desta terça-feira, dia 6, um ato contra a Reforma da Previdência do governo ilegítimo de Michel Temer (MDB) no Aeroporto Internacional Salgado Filho, em Porto Alegre. A mobilização começa às 4h30, com concentração junto ao Monumento do Laçador. De lá, os manifestantes saem em caminhada até os terminais 1 e 2, levando faixas, cartazes e bandeiras.

A mobilização integra a Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência, definida pelas maiores centrais, e visa pressionar os deputados federais, na hora do seu embarque para Brasília, para que votem contra essa proposta nefasta do governo, caso venha a ser colocada em votação pelo presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Acordar os deputados

O presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo, destaca a importância da participação dos sindicatos e federações de trabalhadores nas mobilizações. “Neste dia 6, quando terá início o ano legislativo de 2018 no Congresso Nacional, vamos acordar os deputados e o povo gaúcho, com o objetivo de barrar a votação da Reforma da Previdência. Eles não desistiram desta pauta que interessa, e muito, aos financiadores do golpe”.

“Queremos chamar a todos os trabalhadores para que venham participar com a gente desta jornada, desde o dia 6”, salienta Nespolo. Ele também ressalta que “é preciso construir as condições para uma grande resistência, de forma a não deixar que os golpistas coloquem as mãos na Previdência”.

Conversa furada

O dirigente da CUT-RS alerta que o golpista Temer vem usando a televisão aberta e outros meios de comunicação para tentar convencer a população de que acabar com o direito de se aposentar é bom para o povo e para o Brasil, repetindo a mentira do déficit e outros argumentos que não se sustentam.

Segundo Nespolo, já está provado que a Previdência não tem déficit e, por isso, dizer que há um rombo é um falso argumento para justificar a reforma. “É conversa furada”, resumiu. Ele lembra que o relatório da CPI no Senado, presidida pelo senador Paulo Paim (PT-RS), não deixa margem para dúvidas: “a Previdência é superavitária”.

“A verdade é que essa reforma é ruim para brasileiros e brasileiras, especialmente os de menor renda”, enfatiza ao apostar que a população não se deixará enganar, tanto que mais de 85% das pessoas são contra a Reforma da Previdência, segundo recente pesquisa CUT-Vox Populi.  

Jornada Nacional de Luta


A atividade no Aeroporto vai abrir no RS a agenda da Jornada Nacional de Luta contra a Reforma da Previdência. “Convocamos os sindicatos e as federações a cerrar fileiras conosco, realizando assembleias, plenárias regionais e estaduais, panfletagens, blitz nos aeroportos, pressão nas bases eleitorais dos parlamentares e pressão no Congresso Nacional”, frisa Nespolo.

Está previsto para o dia 19 de fevereiro a realização de um Dia Nacional de Luta, com greves, paralisações e atos públicos contra mais esse retrocesso do governo golpista e sua base aliada. Em todas as atividades serão distribuídos panfletos, esclarecendo a população e denunciando que “essa reforma do Temer representa o fim da aposentadoria para milhões de trabalhadores e trabalhadoras de todo o Brasil”.

Além das manifestações e protestos nas bases, dirigentes da CUT e centrais se reunirão com o presidente da Câmara e com outras lideranças políticas para tentar a retirada dessa proposta da pauta de votações do Congresso.

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Vicente da Fontoura, 1262/203
Rio Branco - Porto Alegre/RS.

Telefone: (51) 3235-2265

E-mail: feteesul@feteesul.org.br