CUT-RS e centrais realizam ato pela democracia e contra reformas de Temer em 31 de março na Esquina Democrática

Compartilhe: Facebook Twitter Google+



A CUT-RS e centrais sindicais convocam os trabalhadores, os movimentos sociais e a população para que participem do Dia Nacional de Mobilização, a ser realizado na próxima sexta-feira, 31 março.

Em Porto Alegre haverá várias manifestações dos trabalhadores ao longo do dia e um grande ato na Esquina Democrática, com concentração às 17 horas, em defesa da democracia, contra as reformas da Previdência e trabalhista e o projeto da terceirização irrestrita do governo ilegítimo Temer, e contra os ataques do governo Sartori. Também serão organizadas manifestações no interior do Rio Grande do Sul.

“Vamos descomemorar o golpe de 1964, defender a volta da democracia depois do golpe parlamentar, midiático e jurídico de 2016, e fortalecer a construção da greve geral em abril para barrar as reformas de Temer e evitar a retirada de direitos da classe trabalhadora”, afirma o presidente da CUT-RS, Claudir Nespolo.

Para ele, o objetivo do ato é ampliar a resistência dos trabalhadores e da sociedade contra o retrocesso da agenda dos golpistas. “A ditadura militar deixou um saldo de perseguições, torturas, desaparecimentos e mortes, além de censura e ataques às liberdades democráticas, o que não pode ser esquecido nestes tempos de ódio e fascismo que estamos vivendo.”

“Já o golpe de 2016, que derrubou uma presidenta sem crime de responsabilidade, já congelou gastos sociais por 20 anos, ataca empresas públicas, como a Petrobrás, e desmonta a indústria nacional, como o setor naval, dentre outros retrocessos. Além disso, os golpistas querem acabar com o direito à aposentadoria, aprovar uma reforma trabalhista para rasgar a CLT e implantar a terceirização irrestrita, o que significa a precarização do trabalho e a volta aos tempos da escravidão”, disse Claudir.

Ato em defesa da Justiça do Trabalho

Também em 31 de março, às 11 horas, será realizado um ato em defesa da Justiça do Trabalho, em frente ao prédio do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) da 4ª Região, na Avenida Praia de Belas, 1100, na capital gaúcha.

O ato será realizado por todos os TRTs na mesma data e objetiva chamar a atenção da população para os relevantes serviços prestados à sociedade, bem como alertar para a constante ameaça de fragilização da Justiça do Trabalho e dos direitos sociais.

 Fonte: CUT-RS

INFORMAÇÕES PARA CONTATO

Rua Vicente da Fontoura, 1262/203
Rio Branco - Porto Alegre/RS.

Telefone: (51) 3235-2265

E-mail: feteesul@feteesul.org.br